Hits: 7

Eram grandes ventos que nos levavam
Para longe, a lugares indizíveis.
Grandes ventos tristes e cinzentos
Que choravam baixinho
Nos lacrimejando
Quando a noite nascia.
Pesados, longos ventos de vozes mansas
E graves de sabedorias milenares.
Grandes ventos perdidos nos tempos,
Nos templos, nos vórtices escuros.

Eram grandes ventos sem berços,
Sem moradas e sem mortalhas.